Avançar para o conteúdo principal

Figuras públicas reúnem-se para apoiar Maratona da Esperança

As entidades organizadoras da Corrida Terry Fox Portugal apresentam hoje, às 15h, a 16.ª edição da Maratona da Esperança. No local marcarão presença várias personalidades de renome como a embaixadora do Canadá, Anne-Marie Bourcier, Manuela Rilvas, presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), Núcleo Regional Sul e de Tavares de Castro em representação da Roche Farmacêutica.

Na sede da embaixada de Canadá em Lisboa, Anne-Marie Bourcier recebe ainda figuras nacionais que se associam ao evento, de entre as quais se destacam nomes como Nelson e Sérgio Rosado, Guilherme Barroso, Patrícia Candoso, Rita Calçada Bastos, Sofia Duarte Silva, Ana Lúcia Chita, Jorge Mourato, João André e José Moutinho.

“Passo a passo fazemos a diferença” é o mote da edição deste ano, que surge com o intuito de reforçar a importância da mobilização e participação dos portugueses nesta que é a Maratona da Esperança na luta contra o cancro.

Graças ao forte movimento de cooperação a que se tem assistido ao longo dos últimos 16 anos, a mais antiga corrida de solidariedade nacional conseguiu angariar, até ao momento, 524.493,10 euros a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que com esses fundos financiou um total de 44 bolsas de investigação em oncologia, contribuindo para o avanço e desenvolvimento científico da área, bem como para melhoria das condições e qualidade de vida dos doentes.

A corrida decorrerá a 7 de Maio, sábado, pelas 11h, com início junto ao Pavilhão de Portugal (Rossio de Olivais), no Parque das Nações.

Para percorrer um percurso entre 1,5 e 5 kms, a inscrição, que pode ser feita no local a partir das 9h30, tem o valor de 5 euros, que revertem como donativo e inclui T-Shirt alusiva.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é o Fundraising?

«O conjunto de estratégias e procedimentos que levam as pessoas a darem voluntariamente recursos financeiros»

- O seu objetivo é conseguir doações;
- Mais do que conseguir doações, é conseguir doadores;
- Mais do que conseguir doadores é montar um sistema de conquista de doadores;
- Um sistema que os leve a doar cada vez mais e com maior frequência;
- Por fim, um sistema que os leve a deixarem um legado;
- E que façam tudo isso com alegria identificando-se com a causa da instituição.

Angariação de donativos nas ONGD portuguesas

Olá Amigos,
há algum tempo que não publico nada neste blog, e por esta ausência, peço desculpa :)

Hoje gostaria de dar a conhecer um grupo interessantíssimo, o GBU (Grupo Bíblico Universitário), uma associação cristã de jovens universitários que procura conhecer, viver e comunicar a mensagem cristã nos estabelecimentos de Ensino Superior em Portugal. Se quiserem saber mais sobre esta organização, por favor, acompanhem o grupo GBU no Facebook.

Que tem isto a ver com o nosso blog?

A GBU é uma organização pequena mas já está a tomar o fundraising muito a sério. No último Seminário da Call to Action, tive a alegria de conhecer o Tiago Carmona, o dinamizador e responsável pela angariação de fundos desta associação. O Tiago é um estudioso e um fundraiser respeitável. Recentemente apresentou no ISCTE uma tese de mestrado notável, sobre um tema muito interessante: ANGARIAÇÃO DE DONATIVOS NAS ONGD PORTUGUESAS.

Nas palavras do Tiago "esta investigação procura analisar em que medida as ONG…

Vencedor de prémio do Euromilhões vai doar 50 milhões de euros

Um francês, que ganhou um prémio do Euromilhões em Fevereiro no valor de 72 milhões de euros, vai doar 50 milhões a associações solidárias do seu país. A doação do homem, que pediu o anonimato, à entidade que gere os jogos de sorte é uma das maiores alguma vez feita por vencedores daquele jogo.

Segundo a RTL, o francês validou o boletim em Haute-Garonne, sudoeste de França, e após ser conhecida a chave sorteada ainda levou alguns dias a reclamar o prémio de 72.149.579 euros. Três meses após o sorteio, o homem vai doar quase dois terços do prémio a associações de solidariedade de um dos nove países que participa no Euromilhões, incluindo Portugal.

A FDJ, entidade francesa que gere os jogos da sorte, indica que o vencedor é um homem com cerca de 50 anos, sem filhos, que tem uma “fibra solidária”. É um “generoso doador anónimo” e pretende seguir com “atenção o que irá acontecer com os fundos”, acrescentou, citada pela AFP.

Não é a primeira vez que um francês vencedor do Eurom…