Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2008

DANÇA COMIGO - POR UMA BOA CAUSA

O programa especial DANÇA COMIGO Por uma Boa Causa, emitido na RTP1 ao longo do dia 25 Maio (Domingo Passado) contou com uma participação massiva por parte do público ao receber mais de meio milhão de chamadas (550.105 chamadas). Um volume de tráfego que permitiu angariar donativos destinados ao Centro de Investigação do Cancro do IPO (Instituto Português de Oncologia).

O programa teve início às 15 horas (interrompendo cerca das 19h e retomando após as "Escolhas de Marcelo Rebelo de Sousa") e terminou cerca da meia-noite, numa maratona por onde desfilaram diversas “caras” da RTP e muitas figuras públicas que, desta forma, quiseram associar-se a mais esta iniciativa de apoio a causas públicas promovida pela RTP.

Equipa da AMI parte para a Birmânia

Comentários esclarecedóres a propósito da acção humanitária da AMI e as respectivas campanhas de emergências...
23.05.2008 - 23h24 - Luis, Almada
“As mulheres e homens da AMI são a reserva ética e humanista de Portugal.”??? Esta afirmação é um perfeito disparate, 1º porque felizmente que o nosso povo tem bom coração e é sempre generoso quando é preciso ajudar outros seres humanos próximos ou em lugares remotos. Basta que nos lembremos como “puxaram” por Timor nem à nove anos ou por Moçambique quando das inundações. Esses de que fala são as estrelas profissionais mediáticas ao serviço do MNE para Inglês (e Português) ver. Séculos atrás os reis mandavam padres nas caravelas, agora o MNE manda os da AMI por avião, com os media a tiracolo. E ficamos todos com a consciência bem mais descansada e com o ego afagado e os media acabam por ter mais uma desculpa para continuarem a dar apenas um lado da história. O nosso lado, o dos "bons" e a silenciarem (ou bem pior, a deturparem) o l…
Nos dias 24 e 25 de Maio, próximo fim de semana, decorrerá a 4ª edição da Feira na Quinta, na Sapataria, Sobral de Monte Agraço.

Com o fim de semana grande à porta, sabemos que competimos com eventuais programas para o Algarve, sul de Espanha, ou, quem sabe, Caraíbas!!!

Mas, se não tem ideias do que fazer ou mesmo k tenha, não deixe de vir visitar-nos!

Terá oportunidade de conhecer o simpático Oeste, levar para casa produtos de grande qualidade e ainda ajudar esta casa!!

Contamos convosco!

Solidariedade, um tesouro escondido

Nos 13 centros do Banco Alimentar Contra a Fome recolheram-se, num fim-de-semana, mais de 1700 toneladas de alimentos para distribuir por gente que necessita. E esta vai além das 200 mil pessoas…
Dado que as carências aumentaram muitos pensaram que esta recolha teria grande queda. Foi, pelo contrário, um recorde nunca visto. Mais gente a dar, embora, porventura por parte de alguma, ofertas mais modestas. E mesmo em distritos onde não chegou ainda o Banco, não faltou quem quisesse também ajudar, obrigando a soluções de recolha inesperadas.
Um valor universal que não se pode menosprezar é precisamente a solidariedade, esse tesouro que se esconde no coração de todos nós e a que uns dão mais atenção que outros., mas a que todos podemos recorrer, quando accionado pela necessidade de outros, encontrando então a verificação evangélica de que é ainda maior a alegria de dar do que a de receber. A solidariedade é o pulmão verde que salva a sociedade egoísta.
E a solidariedade está nos que dão e es…

Aumenta a cultura do dom

Nem pertence só às sociedades antigas nem está em vias de extinção: a crescente cultura do dom – doação, obséquio, entrega – mostra um dos aspectos positivos da globalização, sublinha o chanceler da Pontifícia Academia das Ciências Sociais, o bispo Marcelo Sánchez Sorondo.

O organismo pontifício celebrou nestes quatro últimos dias a sua 14ª sessão plenária sobre o tema «Buscar o bem comum: como solidariedade e subsidiaridade podem trabalhar juntas». Na presença do prelado, vários especialistas, participantes na convocação, apresentaram nesta terça-feira as linhas de suas jornadas de trabalho na Sala de Imprensa da Santa Sé.

Coordenador da sessão plenária, o professor Pierpaolo Donati – da Universidade italiana de Bolonha – explicou a importância da actuação da sociedade civil na criação de bens comuns, e exemplificou com o caso das doações, «em aumento no mundo», «tanto em dinheiro como em bens».

Pesquisador desse fenómeno como sociólogo, o professor Jacques Godbout – da Universidade de …

BANCOS ALIMENTARES CONTRA A FOME

Os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram em Portugal no passado fim-de-semana mais de 1.702 toneladas de géneros alimentares na campanha realizada em 993 superfícies comerciais.

A campanha que apelou uma vez mais à solidariedade de todos os portugueses, registou uma extraordinária adesão, mostrando que aqueles compreenderam que basta uma pequena contribuição sua para em conjunto poderem contribuir para acudir às carências de quem precisa de ajuda para se alimentar. Esse foi, aliás, precisamente o sentido da mensagem publicitária relativa à campanha: "O Banco Alimentar precisa do herói que há em si".



A actual crise alimentar e o consequente encarecimento dos bens alimentares com que o Mundo se vem deparando, fenómeno ao Portugal não é imune, tornam ainda mais premente a acção dos Bancos Alimentares para minorar as carências alimentares.

Os produtos alimentares constituem um bem de consumo particular, na medida em que deles depende a sobrevivência. A actual situação em m…