Avançar para o conteúdo principal

A Bússola

O projecto “A Bússola” de Alberto Rocco (Livro + DVD) é lançado esta 4ª feira, dia 17, pelas 18h00, na livraria Bertrand do Chiado. Aproveitando a ocasião, o autor apresentará o seu projecto solidário e realizará um workshop motivacional de aproximadamente 45 minutos, subordinado ao tema: “2009 – O MELHOR ANO DE SEMPRE”.

Através de uma história de ficção, com a narrativa situada no ano de 2168, «A Bússola» une passado, presente e futuro, na esperança de descobrir o fenómeno que em 2008 conseguiu finalmente levar a Humanidade a superar as suas divisões e mazelas e construir um mundo harmonioso.

Nesta emocionante história de realização pessoal (filmada na Quinta da Regaleira, em Sintra, e nos recintos ocultos das Ordens clandestinas da Europa), os espectadores poderão acompanhar as aventuras de Alberto Rocco, Sónia Brazão, Eric Santos e Pitacas Antunes, entre outros membros do elenco de «A Bússola», na versão filme.

Tudo começa com a descoberta de um mapa fantástico e de uns misteriosos e centenários documentos que o protagonista recebe pelo correio. Esta descoberta transforma a vida de Alberto e leva-o a empreender uma viagem, cheia de peripécias e perigos, em busca do significado de «A Bússola». No final da aventura, Alberto e o público chegam à maior descoberta: aquela que fazemos dentro de nós.

O lançamento oficial de «A Bússola» dá início a uma série de eventos que se realizarão, por todo país, durante o próximo ano, com o mote “Para que 2009 seja o melhor ano de sempre“. Em pano de fundo, estarão uma série de acções de solidariedade ligadas ao Livro+DVD, intituladas «12 meses, 12 Causas».

Durante 2009, o filme “A Bússola de Alberto Rocco” será disponibilizado gratuitamente para as salas de cinema municipais das cidades portuguesas que o queiram projectar, na condição de que todas as receitas de bilheteira revertam a favor de uma causa humanitária e social.

Assim, para este efeito, desde 8 de Dezembro de 2008, estão abertas as candidaturas, quer para as câmaras municipais que queiram projectar o filme, quer para as associações que queiram ser beneficiárias deste projecto.

A ideia de Alberto Rocco é que a entrada no cinema seja económica, para que o maior número de pessoas possam desfrutar de uma hora e meia de diversão, sendo que o que para alguns será apenas entretenimento, para outros poderá representar a esperança de uma vida mais fácil e um futuro melhor.

Os actores principais, como Sónia Brazão, Eric Santos, Pitacas Antunes e o próprio Alberto Rocco, estarão regra geral presentes na estreia do filme em cada cidade, para nos lembrar que cada um de nós tem a responsabilidade de assumir compromissos efectivos de ajuda ao próximo.

As condições de adesão ao projecto “A Bússola 12 meses 12 Causas”, para as câmaras municipais e associações, podem ser consultadas no site
thecompassbook.eu ou através do E-mail info@thecompassbook.eu. As candidaturas serão aceites até ao dia 28 de Dezembro de 2008.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é o Fundraising?

«O conjunto de estratégias e procedimentos que levam as pessoas a darem voluntariamente recursos financeiros»

- O seu objetivo é conseguir doações;
- Mais do que conseguir doações, é conseguir doadores;
- Mais do que conseguir doadores é montar um sistema de conquista de doadores;
- Um sistema que os leve a doar cada vez mais e com maior frequência;
- Por fim, um sistema que os leve a deixarem um legado;
- E que façam tudo isso com alegria identificando-se com a causa da instituição.

Fundação Maria do Carmo Roque Pereira

Caros Amigos
Como muitos já sabem, o Miguel e eu dedicamo-nos de alma e coração já há vários anos à Fundação Maria do Carmo Roque Pereira.

A Fundação é uma IPSS cuja actividade principal é uma creche e um jardim Infância na zona da Graça, em Lisboa, com 50 Crianças entre os 18 meses e os 5 anos. Apoiamos também cerca de 80 familias (mais de 250 pessoas) através da entrega de cabazes do Banco Alimentar.

Funcionamos há alguns anos nos Claustros da Igreja da Graça. Um sitio lindissimo mas com muitas limitações e algumas faltas de condições, que todos os dias vamos tentando melhorar para oferecermos o melhor serviço - a equipa que ali está é extraordinária e às vezes faz verdadeiros milagres.

Como IPSS vocacionada para o apoio a famílias desfavorecidas e com muitas dificuldades, todos os dias apertamos o cinto e temos mesmo a corda ao pescoço.
Precisamos de adquirir equipamentos e materiais, e sobretudo algumas obras são necessárias para que possamos manter os requisitos míni…

Chamadas telefónicas de valor acrescentado

Recebi um e-mail com esta mensagem e embora não concorde com tudo o que se diz, aliás porque entendo que haja um custo de manutenção, deixo aqui este registo sobre as chamadas de valor acrescentado e que é sintomático daquilo que as pessoas pensam. Qualquer novo serviço, por mais positivo que seja, se não for suficientemente bem explicado, pode levantar dúvidas e até calúnias.

«É uma vergonha o que se passa com o valor das chamadas telefónicas de ajuda a vítimas de catástrofes. Vejamos então o que se passa com as ditas chamadas: Cada chamada custa a quem a faz 72 centimos (60 centimos + IVA). No entanto para as organizações de ajuda no terreno são canalizados apenas 50 centimos, ou seja mais ou menos 69% do que pagámos. Os restantes 31% - 22 cêntimos - vão uma parte para o IVA 20% e restante não sabemos bem para quem.

Assim, dos 72 centimos que oferecemos, temos que:
- organizações de Solideriedade recebem 50 centimos
- para os cofres do governo através do IVA 20% 12 cêntimos
- não sab…