Avançar para o conteúdo principal

What Katy Perry and the Black Eyed Peas taught me about nonprofit fundraising

Last week I heard Katy Perry's "Teenage Dream" for the first time. The song is basically a few lines of lyrics repeated over and over. And it topped the charts in popularity.

Listening to Katy Perry got me thinking about fundraising. Her song reminded me of the Black Eyed Peas' "I Got a Feeling" : simple lyrics repeated over and over. It's really catchy [...]

I could go on. Anyone out there remember Weird Al's "This Song's Just Six Words Long"? Another great parody on the lack of lyrics in popular songs. The thing is, it works. People remember the lyrics and the songs are wildly popular.

This week, why not look at your fundraising appeals and your approaches to donors. Are you over doing it? Are you overwhelming donors with facts and data? Trying to firehose them with information?

Why not try to rework your solicitations by singing from the same sheet as Katy Perry, the Black Eyed Peas, and Weird Al:

» Say less
» Use emotion
» Repeat. Repeat. Repeat. And do it again


Remember, if we want to raise money, our job isn't to give our donors an intellectually stimulating dissertation. Our job is to move our donors to action: the action of making a gift.

Let's commit to making sure our messaging is helping them take that action, not hindering it.

leia +

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é o Fundraising?

«O conjunto de estratégias e procedimentos que levam as pessoas a darem voluntariamente recursos financeiros»

- O seu objetivo é conseguir doações;
- Mais do que conseguir doações, é conseguir doadores;
- Mais do que conseguir doadores é montar um sistema de conquista de doadores;
- Um sistema que os leve a doar cada vez mais e com maior frequência;
- Por fim, um sistema que os leve a deixarem um legado;
- E que façam tudo isso com alegria identificando-se com a causa da instituição.

Angariação de donativos nas ONGD portuguesas

Olá Amigos,
há algum tempo que não publico nada neste blog, e por esta ausência, peço desculpa :)

Hoje gostaria de dar a conhecer um grupo interessantíssimo, o GBU (Grupo Bíblico Universitário), uma associação cristã de jovens universitários que procura conhecer, viver e comunicar a mensagem cristã nos estabelecimentos de Ensino Superior em Portugal. Se quiserem saber mais sobre esta organização, por favor, acompanhem o grupo GBU no Facebook.

Que tem isto a ver com o nosso blog?

A GBU é uma organização pequena mas já está a tomar o fundraising muito a sério. No último Seminário da Call to Action, tive a alegria de conhecer o Tiago Carmona, o dinamizador e responsável pela angariação de fundos desta associação. O Tiago é um estudioso e um fundraiser respeitável. Recentemente apresentou no ISCTE uma tese de mestrado notável, sobre um tema muito interessante: ANGARIAÇÃO DE DONATIVOS NAS ONGD PORTUGUESAS.

Nas palavras do Tiago "esta investigação procura analisar em que medida as ONG…

Vencedor de prémio do Euromilhões vai doar 50 milhões de euros

Um francês, que ganhou um prémio do Euromilhões em Fevereiro no valor de 72 milhões de euros, vai doar 50 milhões a associações solidárias do seu país. A doação do homem, que pediu o anonimato, à entidade que gere os jogos de sorte é uma das maiores alguma vez feita por vencedores daquele jogo.

Segundo a RTL, o francês validou o boletim em Haute-Garonne, sudoeste de França, e após ser conhecida a chave sorteada ainda levou alguns dias a reclamar o prémio de 72.149.579 euros. Três meses após o sorteio, o homem vai doar quase dois terços do prémio a associações de solidariedade de um dos nove países que participa no Euromilhões, incluindo Portugal.

A FDJ, entidade francesa que gere os jogos da sorte, indica que o vencedor é um homem com cerca de 50 anos, sem filhos, que tem uma “fibra solidária”. É um “generoso doador anónimo” e pretende seguir com “atenção o que irá acontecer com os fundos”, acrescentou, citada pela AFP.

Não é a primeira vez que um francês vencedor do Eurom…