Avançar para o conteúdo principal

Two cross-channel fundraising wrong turns


Um excelente artigo, simples e directo, sobre o que funciona e o que não se deve fazer em fundraising, para manter e não acabar com o envolvimento dos doadores.

Our donors cross media channel boundaries. They're really screwing up our neat, measurable direct-response world. It's a pain, but it's something we must get used to and find ways of working with.
One thing not to do is encourage donors to downgrade their involvement -- or get lost entirely -- by sending them to low-involvement channels. Here are some serious wrong turns that you shouldn't encourage donors to make:

QR code in direct-mail
If you put a QR code on your direct mail, you're creating an easy path that goes away from the high-involvement world of mail and into the lower-involvement world of the web. Response rates to web-based fundraising efforts are a fraction of what they are in the mail. Response via mobile is lower yet.

Text-to-give on a website, email, or direct mail
When you encourage text-to-give on a webpage or an email, you build a path from the high gift world of the web (where the average gift is north of $50) to the low gift world of mobile giving, where the average gift is around $10.

QR codes and text-to-give have their places. Mostly for situations where the choice is between small gifts and/or not-very-committed donors -- or nothing. Like getting disaster donations from young donors who aren't on mailing lists and invisible to most of our normal channels.
But don't take costly wrong turns.

Artigo original do Future Fundraising Now.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é o Fundraising?

«O conjunto de estratégias e procedimentos que levam as pessoas a darem voluntariamente recursos financeiros»

- O seu objetivo é conseguir doações;
- Mais do que conseguir doações, é conseguir doadores;
- Mais do que conseguir doadores é montar um sistema de conquista de doadores;
- Um sistema que os leve a doar cada vez mais e com maior frequência;
- Por fim, um sistema que os leve a deixarem um legado;
- E que façam tudo isso com alegria identificando-se com a causa da instituição.

Angariação de donativos nas ONGD portuguesas

Olá Amigos,
há algum tempo que não publico nada neste blog, e por esta ausência, peço desculpa :)

Hoje gostaria de dar a conhecer um grupo interessantíssimo, o GBU (Grupo Bíblico Universitário), uma associação cristã de jovens universitários que procura conhecer, viver e comunicar a mensagem cristã nos estabelecimentos de Ensino Superior em Portugal. Se quiserem saber mais sobre esta organização, por favor, acompanhem o grupo GBU no Facebook.

Que tem isto a ver com o nosso blog?

A GBU é uma organização pequena mas já está a tomar o fundraising muito a sério. No último Seminário da Call to Action, tive a alegria de conhecer o Tiago Carmona, o dinamizador e responsável pela angariação de fundos desta associação. O Tiago é um estudioso e um fundraiser respeitável. Recentemente apresentou no ISCTE uma tese de mestrado notável, sobre um tema muito interessante: ANGARIAÇÃO DE DONATIVOS NAS ONGD PORTUGUESAS.

Nas palavras do Tiago "esta investigação procura analisar em que medida as ONG…

Vencedor de prémio do Euromilhões vai doar 50 milhões de euros

Um francês, que ganhou um prémio do Euromilhões em Fevereiro no valor de 72 milhões de euros, vai doar 50 milhões a associações solidárias do seu país. A doação do homem, que pediu o anonimato, à entidade que gere os jogos de sorte é uma das maiores alguma vez feita por vencedores daquele jogo.

Segundo a RTL, o francês validou o boletim em Haute-Garonne, sudoeste de França, e após ser conhecida a chave sorteada ainda levou alguns dias a reclamar o prémio de 72.149.579 euros. Três meses após o sorteio, o homem vai doar quase dois terços do prémio a associações de solidariedade de um dos nove países que participa no Euromilhões, incluindo Portugal.

A FDJ, entidade francesa que gere os jogos da sorte, indica que o vencedor é um homem com cerca de 50 anos, sem filhos, que tem uma “fibra solidária”. É um “generoso doador anónimo” e pretende seguir com “atenção o que irá acontecer com os fundos”, acrescentou, citada pela AFP.

Não é a primeira vez que um francês vencedor do Eurom…