Avançar para o conteúdo principal

Noite de Fados para ajudar missões em Angola

Os “Jovens Sem Fronteiras”, da paróquia de S. Tomás de Aquino, em Lisboa, organizam, amanhã, pela quinta vez, uma noite de fados para ajudar a fi nanciar o projecto “Ponte”, que este ano terá como destino Angola.

O cartaz é de qualidade e o preço acessível, explica Raquel Mendonça: “Vamos contar com Teresa Siqueira, António Noronha e Alice Nunes, e com os instrumentistas Sidónio Pereira, Pedro Nóbrega e Pedro Machado. A entrada tem o valor de sete euros e os bilhetes podem ser comprados no local”.

A noite de fados realiza-se no auditório do Seminário dos Missionários do Verbo Divino, em Lisboa, que os organizadores esperam ver cheio. Pedro Cabrita, também dos “Jovens Sem Fronteiras”, lembra que há sempre voluntários para as missões, os apoios e donativos é que são cada vez menos: “Cada
vez mais os donativos são menores e as dificuldades começam a ser maiores para nós, por isso fazemos estas iniciativas para compensar a ausência que surge de fontes que antes existiam e agora estão a secar”.

Os “Jovens Sem Fronteiras” existem em várias paróquias do país. Cada grupo, a seu modo, tenta angariar fundos para o projecto “Ponte”, da “Sol Sem Fronteiras”.

Esta organização não governamental para o Desenvolvimento todos os anos envia jovens em missão
a países de língua portuguesa. Vão quase sempre em Agosto, quando têm mais disponibilidade, mas a decisão de participar é tomada às vezes com um ano de antecedência e depois de já se ter alguma experiência missionária por cá.

“As pessoas depois de terem uma caminhada no movimento e de terem feito algumas experiências missionárias em Portugal propõem-se a participar neste projecto.

Os números variam mas entre 10 a 15 pessoas costumam participar, cada pessoa fi ca responsável por
diferentes áreas, há um ano de preparação, de formação para depois podermos ter uma boa actuação quando estamos lá. É um mês, não dá para fazer milagres, mas dá para deixar algumas sementes que possam dar frutos no futuro”, explica Pedro Cabrita.

A Saúde e a Educação são as principais áreas de intervenção destes missionários, mas há também outras preocupações, como os Direitos Humanos. Durante o resto do ano, a acção dos “Jovens Sem
Fronteiras” desenvolve-se em Portugal, por exemplo com as semanas missionárias, “em zonas do interior de Portugal, onde existem carências de apoio aos idosos e solidão”.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é o Fundraising?

«O conjunto de estratégias e procedimentos que levam as pessoas a darem voluntariamente recursos financeiros»

- O seu objetivo é conseguir doações;
- Mais do que conseguir doações, é conseguir doadores;
- Mais do que conseguir doadores é montar um sistema de conquista de doadores;
- Um sistema que os leve a doar cada vez mais e com maior frequência;
- Por fim, um sistema que os leve a deixarem um legado;
- E que façam tudo isso com alegria identificando-se com a causa da instituição.

Fundação Maria do Carmo Roque Pereira

Caros Amigos
Como muitos já sabem, o Miguel e eu dedicamo-nos de alma e coração já há vários anos à Fundação Maria do Carmo Roque Pereira.

A Fundação é uma IPSS cuja actividade principal é uma creche e um jardim Infância na zona da Graça, em Lisboa, com 50 Crianças entre os 18 meses e os 5 anos. Apoiamos também cerca de 80 familias (mais de 250 pessoas) através da entrega de cabazes do Banco Alimentar.

Funcionamos há alguns anos nos Claustros da Igreja da Graça. Um sitio lindissimo mas com muitas limitações e algumas faltas de condições, que todos os dias vamos tentando melhorar para oferecermos o melhor serviço - a equipa que ali está é extraordinária e às vezes faz verdadeiros milagres.

Como IPSS vocacionada para o apoio a famílias desfavorecidas e com muitas dificuldades, todos os dias apertamos o cinto e temos mesmo a corda ao pescoço.
Precisamos de adquirir equipamentos e materiais, e sobretudo algumas obras são necessárias para que possamos manter os requisitos míni…

FUNDRAISING EM AÇÃO

A COIMBRA BUSINESS SCHOOL informa que oMódulo 1 “Introdução + Fundraising planeado”deverá ter início a 21 de Outubro, decorrendo às sextas-feiras, com o preço especial de 160 €.
Trata-se do módulo introdutório à pós-graduação “FUNDRAISING EM AÇÃO”, mas pode funcionar de forma isolada, sendo um instrumento básico para quem quer conhecer e usar os conceitos e ferramentas da angariação de fundos.
Revela os princípios fundamentais para conhecer e comunicar com os seus potenciais doadores e desenvolver um plano estratégico para a organização, podendo assim aplicar desde já uma campanha de fundraising eficaz.
Mais informações em http://bs.iscac.pt/posgraduacao/